terça-feira, 20 de abril de 2010

Cena do beijo, roubada Ato III – O pacto Ato IV – Os amantes

- ... não me largas as mãos
Ante estas fugidades?

- Não, ainda não,
Não sem antes amar-te mais um pouco...



Francisco José
20/04/2010

2 comentários:

Kaiê disse...

Nossa, que alegria ver um sinal de sua existência. Não, a ausência é minha, mas é bom saber que está por perto. Por diversas vezes lembro-me da viagem a Campos. Foi muito bom poder conviver com você. Por mais breve que tenha sido, tenho saudades de nossas conversas e nossos diabinhos...rs

Fabrício Flávio disse...

Hehe,
eu também!

Beijos