domingo, 27 de junho de 2010

As rosas não falam

Naquele momento em que ele cantou,
Sem platéia, sem retorno, sem nada,
Foi a melhor de todas as vezes em que cantou.

Foi a melhor entonação, durante o tempo mais perfeito,
No lugar mais inesperado.

Naquele momento, num momento roubado do tempo,
O Homem foi mais feliz que Josefina, a cantora dos ratos,
Pudera ter sido, durante toda a sua vida.

Francisco Vieira
27/06/10

Um comentário:

Coliseu disse...

Bacana. Parabens